domingo, 8 de abril de 2007

Anjos imperfeitos...

No outro dia dei por mim a fazer uma pequena reflexão, que gostaria de partilhar convosco... Depois de ter escrito o texto todo, ainda pensei em alterar uma pequenas coisas, mas quis deixar assim para saber o que pensavam acerca deste assunto... É um texto com uma vertente um pouco metafórica, mas fácil de compreender (penso eu :-P ) e fico à espera de comentários, sejam eles bons ou maus (o que vos vier à cabeça...)
Todos temos um anjo dentro de nós…
Um anjo que nos faz sonhar, ter esperança, acreditar na felicidade…
Esse anjo está sempre presente, mas só o sentimos quando acreditamos nele.
Não é preciso muito para que isso aconteça, basta deixar que o anjo guie o nosso modo de viver. Isto não significa anularmo-nos perante as suas vontades, mas sim tornar essas vontades nossas também.
Quem não gosta de ver as pessoas que ama com um sorriso no rosto? O anjo quer fazer as pessoas felizes, pois assim também está feliz. Se dermos valor ao anjo, também nós partilharemos essa felicidade.
Quem não fica sensibilizado com algumas situações mais críticas do nosso mundo, como guerras, doenças, pobreza e fome? O anjo quer ajudar todas as pessoas a ultrapassar essas situações, pois assim sentir-se-á bem por ajudar quem precisa. Se dermos valor ao anjo, também nós nos sentiremos bem por essa acção.
Quem, no seu dia-a-dia, não sabe que há amigos que precisam da nossa ajuda para resolver qualquer problema? O anjo deixa tudo para trás e corre a ajudar os amigos, pois sabe que a sua ajuda é importante. Se dermos valor ao anjo, ouvir os nossos amigos e ajudá-los não será um dever, mas sim uma forma de manter a união e a cumplicidade da amizade.
Mas, com tudo isto, não quero dizer que quem não escuta o seu anjo não ajuda os outros; porém, fá-lo como se fosse apenas uma obrigação, para não “ficar mal” perante a sociedade. Há ainda os que até o ouvem, porém não compreendem o verdadeiro sentido das suas palavras.
Apesar de tudo, existem bastantes pessoas que dão verdadeira importância às palavras do seu anjo; nem sempre são os autores de grandes feitos, vão espalhando sorrisos pelos que o rodeiam.
Sim, todos temos um anjo dentro de nós…
Mesmo que se não seguíssemos ou fizéssemos parte de qualquer religião ou grupo religioso, podíamos acreditar em anjos. Porquê? Ora, porque este anjo não é nada de transcendental ou mítico; se o fosse, não estaria dentro de nós, comuns mortais imperfeitos... Este anjo é apenas uma parte da nossa consciência, que se reflecte no nosso modo de viver. É uma “outra face” da nossa existência, que podemos usar ou pôr de parte.
Não deixemos os nossos anjos fora da nossa vida! Eles trazem-nos felicidade… quem não que ser feliz?
Deixo um desafio: descubram os vossos anjos e apresentem-nos às outras pessoas; mesmo que a reacção delas não seja muito boa à partida, não desistam, há sempre alguém no mundo para quem o vosso anjo é muito importante.
Ah, e sejam anjos uns dos outros: a vossa alegria e sensação de realização serão plenas.
Nunca se esqueçam: todos temos um anjo dentro de nós…

2 comentários:

pedro disse...

Impressionante... Mas a verdade é essa mesma: Não e preciso haver uma razão para ajudar pessoas.. Se é possível fazer alguém sentir-se melhor, porque não? :)

claudia disse...

nao é preciso acreditar em nada em concreto para saber que esses anjos estao aqui
eles fazem parte de nos como disses-te mas antes de mais precisamos apenas de reparar que muitas vezes acontecem coisas que nao sabemos explicar, digo que essas coisas sao fruto deles, de forma indirecta, de Deus.
para mim estes anjos fazem parte de nos i de Deus, porque nos tambem temos Deus dentro de nos, e estes anjos sao como uma especie de auxiares de Deus. i nos somos tambem de certa forma auxiliares do Altissimo porque, como dizes, tambem queremos ajudar os outros e vê-los felizes, entao o que posso dizer em relaçao à questao??
que amo Deus, os santos e os anjos porque nós somos parte deles e eles parte de nós